Viagem internacional: Quais são os requisitos necessários

Nem todos prestam atenção, mas, para fazer uma viagem internacional, são diversos os pré-requisitos que precisam ser observados, não só no que diz respeito a documentação, mas também a algumas práticas que devem, e outras que não devem ser feitas.

Sobretudo, no que diz respeito aos cuidados para prosseguir pelo itinerário de maneira segura, bem como para configurar todos os planejamentos de forma harmônica, conciliando a aquisição do frasco pump espumador com o resto das outras compras.

De modo bem particular, são as despesas financeiras que preocupam bastante aqueles que desejam fazer a jornada na conta certa. E os navegantes de primeira viagem possuem muitas dúvidas em relação à preparação para sair do país.

Por esta razão, e para que seja possível viajar tranquilo, sem precisar deixar de fazer o exame de urina normal, este artigo ilustrará algumas indicações acerca do planejamento para este passeio.

Listando os documentos fundamentais para sair do país, dando as orientações para os casos de possível perda dos mesmos, ilustrando dicas e mostrando como fazer um bom check list de viagem, será possível orientar aqueles que não sabem por onde começar.

Assim, não será preciso optar entre viajar e pagar uma dermatologista particular, pois haverá meios de custear as duas coisas.

Os documentos necessários

Para começar, é preciso pontuar aquilo que é fundamental para todo e qualquer procedimento de saída do país. Não se pode alçar voo ou embarcar em um cruzeiro sem prestar contas da própria documentação a nível federal.

É claro que existem mais algumas particularidades no que tange aos documentos, a exemplo dos que são exigidos para viajar com os pets.

Para embarcar junto com os bichinhos, é necessário buscar pelo Certificado Zoosanitário Internacional, por um Atestado de Saúde, bem como pela Carteira de Vacinação e, por incrível que pareça, um passaporte também.

Além do mais, é solicitado um tipo de microchip e, em alguns casos, um Laudo de Sorologia para entrar em certos continentes com certas espécies de animais.

Mas, quando se fala em documentação pessoal, é muito bom ter em mãos a lista objetiva daquilo que é pedido para o passageiro, mesmo que se pense ter consciência de tudo e não ter a necessidade de tomar nota.

Tão certo quanto o processo de manutenção em aeronaves, será a solicitação dos seguintes documentos para o embarque, de forma que o viajante principiante será barrado caso esqueça em casa por algum motivo. São eles:

  1. CIV (Certificado Internacional de Vacinação);
  2. Atestado de saúde;
  3. Comprovante de Seguro Saúde;
  4. Comprovante de possibilidade financeira para viagem;
  5. Comprovante da hospedagem no destino;
  6. Passaporte ou documento de identidade;
  7. Visto.

Para o contexto internacional, será sempre bom manter armazenado em um único local tudo aquilo que será preciso levar de documentos. Não se pode pensar em adquirir o purificador de agua para o filtro de casa sem antes separar aquilo que vai na viagem.

Por ser de uma exigência extremamente importante, para essa e tantas outras viagens, existe sempre o recurso de investir em um seguro que se disponibilize a cobrir uma possível perda dos documentos, e será exatamente sobre isso que se falará no próximo tópico.

O que fazer se perder os documentos?

Por mais que exista o zelo e o cuidado, é possível passar por diversas situações desagradáveis durante uma viagem, sobretudo a perda de um documento.

Porém, se houver uma viagem internacional já agendada, não é preciso se desesperar, uma vez que existem outras opções para confirmar a identificação. Uma delas é realizar o Boletim de Ocorrência, para que se possa atestar o ocorrido e apresentar ao embarcar.

Contudo, é preciso que o documento seja apresentado dentro de sessenta dias antes da data da viagem, no máximo. Se já houverem sido solicitados os documentos novos, deve-se apresentar o comprovante de que eles estão passando pela etapa de emissão.

Isso porque é preciso lembrar que tudo pode acontecer. Os aeroportos de viagens internacionais são, muitas vezes, palcos de crimes de diversos tipos.

Muitas vezes, o que se encontra dentro das bagagens não são pertences lícitos. E, quando se percebe que não é um pacote de linguiça bovina defumada que está pesando dentro da mala, é comum acontecer certos procedimentos de revista policial.

Por esta razão, é muito importante andar com tudo dentro dos procedimentos e, em caso de problemas com a documentação, fazer a declaração prévia com o documento do B.O.

Como já foi comentado anteriormente, existem bons planos de seguro com cobertura para documentos perdidos no mercado.

Se houver sido contratado um seguro viagem para o itinerário internacional, é preciso saber que, caso haja a perda de algum documento, é possível contar com a ajuda de uma central de atendimento para a orientação no que diz respeito aos procedimentos legais de direito.

O indivíduo não deve padecer de maiores preocupações, pois nos planos de seguro viagem é possível dispor de atendimento por vinte e quatro horas por dia e também existe a possibilidade de pedir que a comunicação seja estabelecida em português.

Até mesmo se a pessoa não reconhecer o nome da lavanderia edredom king do seu aposento escrito em outro idioma, ela não irá passar maiores dificuldades quando for receber este atendimento.

Não é necessário se desesperar, uma vez que a seguradora irá fornecer todo o respaldo próprio da ocasião, para ajudar a pessoa a solucionar o problema.

Dicas para viagens internacionais

Para que seja possível fazer uma boa viagem, tranquila e livre de maiores dores de cabeça, será necessário se atentar para essas quatro dicas básicas, no que diz respeito aos destinos internacionais:

  1. Fazer um check-up médico;
  2. Se atentar para a culinária local;
  3. Adquirir um adaptador de tomada;
  4. Ter bastante atenção à bagagem.

O check-up é uma medida extremamente importante, independente da idade do passageiro. Por esta razão, é necessário colocar na lista das pendências pré-viagem uma visita rápida ao médico, para que ele possa solicitar todos os exames necessários antes de viajar.

Se for fazer uso de algum remédio, não se deve esquecer de levar a quantidade correta e também a sua receita.

Falando em saúde, também é de vital importância ter cuidado com as comidas diferentes que forem encontradas pelo caminho na viagem. Deve haver cautela redobrada com os possíveis ingredientes que o indivíduo seja alérgico, bem como aos temperos fortes.

Além do mais, é bom e útil adquirir um adaptador de tomada para celulares e demais aparelhos que forem levados, uma vez que existem países que possuem encaixes diferentes.

Da mesma forma que não são todos os lugares em que há o costume de usar película automotiva transparente como no Brasil, não é em todo o canto do mundo que as tomadas são iguais. O adaptador universal dará para o gasto, pois possui todas as opções.

Para evitar perdas, assaltos e furtos, é bom manter bastante atenção nas malas que estiverem sendo transportadas na viagem.

Como fazer um bom check list de viagem?

É preciso ter em mente aquilo que é mais necessário. Na hora de fazer as malas, muitas pessoas sempre ficam apreensivas para não se esquecer de nada. Mas, além das vestimentas, é preciso lembrar que os documentos devem estar no topo do checklist.

O primeiro passo é iniciar a arrumação das coisas com antecedência. Se deixar para em cima da hora, haverá o risco de esquecer algo. Portanto, a dica é separar uma pasta e pôr todos os documentos que serão necessários para o embarque internacional.

Não são todos os que gostam de arrumar a bagagem com antecedência. Porém, para que tudo saia como o planejado, é muito importante que se separe os itens de primeira necessidade antes de todo o resto da arrumação.

Após isso, será útil reservar os documentos pertinentes nos casos de viagem com um menor ou com um pet. Somente após ter feito tudo isso e se certificado que não há nada faltando, é possível começar a arrumar as malas.

Considerações finais

Através de um planejamento bem feito, é possível evitar perdas, gastos desnecessários, acidentes, dores e maiores transtornos que sempre ameaçam transformar o sonho de uma viagem internacional em um pesadelo.

A verdade é que existem muitos fatores que são desconhecidos pela maioria das pessoas no território nacional, até o momento de botar o pé no embarque pela primeira vez.

Por meio do conhecimento acerca dos documentos necessários, tanto para o indivíduo, quanto para os seus pets, dos meios de ação para os casos de perda deles, das orientações práticas e de um bom check list, a viagem poderá acontecer tranquilamente. Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Leave a Reply

quatro × 2 =