Publicidade - OTZAds

Melhor cidade para viver no Brasil        

Melhor cidade para viver no Brasil        

Qual é a melhor cidade para viver no Brasil? Aposto que você vai se surpreender

Qual é a melhor cidade para viver no Brasil? Não é o Rio, nem São Paulo. Quando vi pela primeira vez aquela que era considerada a melhor cidade para se viver no Brasil, me surpreendi. Mas então eu fui visitar o lugar e mudou totalmente minha mente.

Primeiramente, Maringá é a melhor cidade para viver no Brasil, segundo o ranking das “Melhores Cidades para se Viver” da “Macroplan”. Pois fica localizada no estado do Paraná, no Sul do país, esta cidade tem população de pouco mais de 400 mil habitantes e IDH de 0,808, considerado muito alto.

Todo mundo sabe que nem sempre os rankings refletem a verdade, mas, neste caso, eu não poderia estar mais de acordo com os resultados fornecidos pela “Macroplan”, uma das consultorias brasileiras mais experientes em cenários prospectivos.

Estive nesta cidade algumas vezes e você pode sentir imediatamente a grande energia do lugar. Centenas de parques e lanchonetes, um sistema de saúde que funciona bem, bom transporte, ótimas escolas e universidades.

Onde fica exatamente Maringá?

Maringá é uma das poucas cidades do país que consegue conciliar crescimento econômico com preservação ambiental.

Uma cidade planejada, com largas avenidas, ampla área verde e excelente qualidade de vida, encanta moradores, turistas e especialistas de todo o mundo.

Maringá está localizada geograficamente ao Norte do Paraná, entre o Paralelo 23° 25′ e o Meridiano 51° 57′, em uma bacia hidrográfica, sendo cortada pelo Trópico de Capricórnio.

Publicidade - OTZAds

Pólo de uma região que abrange mais de 100 municípios, Maringá tem se destacado no estado, e também no Brasil, pois, em meio século de existência, a cidade construiu uma estrutura urbana de alta qualidade.

Há anos, Maringá mantém o título de Cidade Ecológica , pois possui uma das maiores concentrações de área verde por habitante – 26 metros quadrados. Pois são 90 alqueires de mata nativa, distribuídos em 17 matas, e milhares de árvores de diversas espécies plantadas nas ruas e avenidas.

Formada pela miscigenação étnica, Maringá tem o predomínio de colônias japonesas, alemãs, árabes, portuguesas e italianas, que migraram de regiões do estado do Paraná onde já estavam instaladas, proporcionando assim uma pluralidade cultural que se destaca com seu folclore e tradições.

Por que Maringá é a melhor cidade para se viver no Brasil?

Enfim, Maringá não é um sucesso por sorte. Fundada em 1947, é uma das poucas cidades planejadas do país. Tudo começou como um simples vilarejo planejado por uma empresa, em 1947. Pois o projeto cresceu rapidamente e em 1951 Maringá foi elevada à categoria de cidade.

O projeto da cidade de Maringá é datado de 1943 e assinado pelo urbanista paulista Jorge de Macedo Vieira, adepto do conceito de “Cidade Jardim” desenvolvido pelo britânico Ebenezer Howard e responsável pelo projeto de inúmeros bairros em São Paulo.

Sendo assim, o traçado de Maringá foi desenhado com avenidas largas, canteiros que valorizam o paisagismo e ruas que seguiam a inclinação natural do relevo o mais fielmente possível. Dessa forma, um fato interessante é que Jorge de Macedo Vieira nunca esteve na cidade.

Como funciona a classificação

Com pouco mais de 400 mil habitantes, a cidade de Maringá foi eleita a primeira na lista das melhores grandes cidades do Brasil, segundo estudo da consultoria Macroplan.

Sendo assim, para chegar a essa conclusão, a consultoria analisou os municípios com mais de 266 mil habitantes em 16 indicadores divididos em quatro áreas distintas: saúde, educação, cultura, segurança e saneamento e sustentabilidade.

Os pesos dos indicadores e das áreas que compõem o índice foram assim distribuídos: 35,3% para educação e cultura; 35,3% para a saúde; 20,6% para infraestrutura e sustentabilidade e 8,8% para segurança.

É importante lembrar que este não é um estudo recente, a Macroplan faz esse estudo há mais de 10 anos e, se tomarmos a evolução histórica desses índices, Maringá sempre esteve nas primeiras posições, sempre no topo.

Nos últimos 2 anos, a cidade ficou em 2º lugar e agora assumiu a liderança.

Economia

A espinha dorsal da economia da cidade é a agricultura e a pecuária.

O solo de Maringá tem a coloração vermelha, característica da região, causada pela decomposição do basalto, o que torna o solo extremamente fértil para a agricultura. Pois esta é a razão pela qual as pessoas nascidas na cidade são muitas vezes chamadas de “pés vermelhos”.

Maringá é uma das maiores produtoras de soja, milho, algodão, café e feijão do estado. Além disso, é o maior exportador de mel do Brasil. Além disso, a região está se tornando uma potência na pecuária leiteira, com alguns dos laticínios mais inovadores do país.

Apesar de emocionante, há muitas cidades no estado do Paraná com ótimos índices nas áreas do agronegócio. O que deixa Maringá melhor é que sua economia está se expandindo muito em outros negócios, principalmente nas áreas de educação, confecções e software. Maringá é o polo de muitas empresas de tecnologia, algumas delas reconhecidas internacionalmente.

A infraestrutura

Sem dúvida, Maringá é linda e bem planejada e reflete diretamente em sua infraestrutura. Pois é uma das melhores notas da cidade no ranking foi nos índices de saneamento. Sendo assim, a cidade é a segunda maior pontuação de todo o país, o que significa que há cobertura universal de saneamento.

As 5 cidades com as melhores taxas de saneamento do Brasil

O trânsito na cidade também funciona muito bem. Com ótimas avenidas, estradas e um bom sistema de transporte público, tudo em uma malha viária bem planejada, é possível decolar rapidamente sem problemas na maior parte da cidade.

Publicidade - OTZAds
PosiçãoCidadeEstadoGrau
#1SantosSP0,982
#2MaringáRP0,975
#3FrançaSP0,970
#4CascavelRP0,964
#5CuritibaRP0,964

Sistema de saúde

Na área da saúde, Maringá ficou na 5ª posição entre as 100 cidades do ranking, com índice de 0,686. Isso, segundo a análise do “Macroplan” , significa que o município tem alta cobertura de atenção básica, baixa mortalidade infantil e alta proporção de bebês nascidos vivos. Isso é falar apenas de saúde pública.

Como o custo de vida na cidade é muito acessível, significa que é fácil complementar o sistema público de saúde com opções privadas para pessoas que precisam utilizar os serviços de saúde com mais frequência.

Educação

Uma das maiores preocupações de quem pensa em mudar para um novo lugar é com a educação e, nesse sentido, Maringá está indo muito bem. Há escolas e universidades públicas na área, a UEM (Universidade Estadual de Maringá) está entre as melhores do Brasil. Há também excelentes opções de escolas e universidades particulares na cidade para quem gosta de investir em uma educação melhor.

Como em qualquer lugar, o lugar tem problemas. Uma das críticas para a cidade é que a lacuna nos níveis de educação oferecidos pelas escolas públicas e privadas é muito grande. Com alguma melhora nos índices das escolas públicas, Maringá seria ainda melhor.

Segurança

Outra razão pela qual Maringá é considerada a melhor cidade para se viver do país são seus índices positivos no quesito segurança pública, já que os índices de criminalidade são pequenos se comparados aos de cidades médias e grandes.

Maringá chegou a levar o título de cidade mais segura do Brasil, segundo dados coletados pelo IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) , em comparação até com as cidades mais seguras do mundo.

Em geral, a segurança no Sul do Brasil é maior do que em outras cidades como Rio de Janeiro ou Recife, mas Maringá parece estar ainda melhor. Outra informação impressionante é que Maringá tem a menor taxa de homicídios do Paraná.

A taxa de homicídios em Maringá é 4 vezes menor do que no restante do Brasil.

Clima

Em Maringá , o verão é longo, quente, abafado e quase nublado. O inverno é curto, agradável e o céu quase sem nuvens. Durante todo o ano, o clima é chuvoso. Ao longo do ano, a temperatura geralmente varia de 14 ° C a 30 ° C e raramente é inferior a 9 ° C ou superior a 35 ° C.

Natureza

Maringá é conhecida por sua ampla área verde, tanto que já recebeu reconhecimento internacional nesse quesito, sendo uma das cidades mais arborizadas do Brasil. Suas ruas são repletas de árvores formando túneis de área verde, o que garante à cidade um clima mais agradável.

Com uma reserva de Mata Atlântica dentro da área urbana, Maringá possui um índice de 26 metros quadrados de área verde por habitante, um dos maiores do país.

A cidade também possui diversos parques, sendo o principal o Parque do Ingá , inaugurado em outubro de 1971. Este espaço possui cerca de 47,3 hectares de mata nativa remanescente.

O cartão postal da cidade conta com playground, academia para idosos, academia para a primeira idade, museu biológico, posto de saúde, pista de caminhada e jardim japonês.

Além disso, no lago do parque mais famoso de Maringá é possível andar de pedalinho, barco “pirata” e até caiaque. O local também possui animais de vida livre, como primatas e pássaros.

Outro belo parque é o Bosque das Grevíleas , uma das principais áreas verdes do município. O local tem uma área de 44.600 metros quadrados.

O parque possui pista de caminhada e palco para eventos. O nome do parque se deve à espécie de árvore majoritária no local: a grevílea. Além desta espécie, as nascentes, quando floridas, também fazem as delícias de quem visita o local.

Estatísticas de Maringá

Para ter uma visão melhor de algumas informações importantes sobre a cidade de Maringá , confira a tabela a seguir com alguns dados úteis:

População430157 habitantes
Área total487012 km²
Densidade883,3 hab/km²
IDH0,808 (Muito Alto)
PIBR$ 18,5 milhões
Sistema de saúdeBOM
Número de Universidades5
Salário MédioR$3,250
Fuso horárioUTC-3

Qual a melhor época para visitar Maringá?

A melhor época para visitar Maringá vai depender do que você gosta como turista. Em fevereiro e setembro, você encontrará temperaturas mais quentes, adequadas para caminhadas ao ar livre e aproveitar o sol. No entanto, em setembro, a cidade fica um pouco menos úmida, o que gera menos chuva e pode atacar problemas respiratórios.

Por outro lado, em junho e julho, a cidade tem seus períodos mais frios. Por estar localizada no sul do Brasil, se você quiser visitar a cidade nesses meses frios, recomendo que leve muitos casacos na mala!

Para a própria cidade de Maringá , você não precisa se preocupar tanto. Mesmo nos dias mais frios do inverno, a temperatura raramente é inferior a 9°C.

O que fazer em Maringá

Agora que você já sabe qual é a melhor cidade para se viver no Brasil, que tal visitá-la? Aqui tenho 3 sugestões do que fazer em Maringá.

Visite a Catedral de Maringá

A Catedral de Maringá, também conhecida como “Basílica Menor Nossa Senhora da Glória” , é a igreja mais alta da América do Sul. Concebida pelo arquiteto José Augusto Bellucci, a Catedral tem mais de 100 metros de altura.

Mesmo para quem não é religioso, a visita vale muito a pena. Isso porque sua arquitetura é fenomenal e, além de tudo, há um mirante. Para ter uma vista privilegiada de Maringá, o visitante precisará subir mais de 450 degraus. Portanto, você precisa estar em boa forma. Mas garanto que a vista vale a pena.

Publicidade - OTZAds

Mercado de Maringá

O “Mercadão de Maringá” é imperdível para quem gosta de uma boa pechincha e boa comida. A gastronomia da cidade é variada, pois mistura tradições tipicamente brasileiras com as tradições de seus imigrantes, inclusive japoneses.

No Mercadão de Maringá , os visitantes encontram mais de 100 quiosques, com todo tipo de comida e todos os preços. É possível comprar materiais para levar para casa, principalmente os de origem vegetal e animal. É certo que serão frescos e excelentes!

Além disso, também é possível aproveitar para almoçar nos quiosques que oferecem essa opção. Perfeito para ser aquele programa matinal, terminando com um delicioso e caprichado almoço.

Parque do Japão

Maringá teve forte imigração japonesa e, talvez como forma de homenagear os imigrantes, a cidade criou o “Parque do Japão” , com uma série de atrações imperdíveis dentro dele.

Entre eles, destacam-se o jardim imperial, o teatro, uma academia de esportes e até uma sala de eventos. Além disso, cumprindo ainda mais a tradição japonesa, o Parque conta ainda com um lago de carpas, peixe típico da região leste.

Uma das atividades que as crianças adoram no parque é alimentar os animais. E isso é totalmente possível. Os visitantes podem alimentar os animais, desde que comprem as rações adequadas no próprio parque.

Considerações Finais

Escrever qualquer artigo exige muita responsabilidade, mas quando falamos de “Qual é a melhor cidade para se viver no Brasil” acrescenta muito mais.

Nesse sentido, espero que tenham gostado deste conteúdo, pois demorou muito tempo pesquisando a região (mesmo visitando a cidade).

Se você gostou do artigo, compartilhe com um amigo. Além disso, se quiser, deixe um comentário aqui embaixo. Será um prazer lê-lo e responder a você.

Enfim, se você gosta da cultura brasileira e quer descobrir muito mais sobre o Brasil, confira todos os nossos artigos.

Obrigado por ler e tenha uma boa!

  • Leave a Comment

    19 + six =